Saltar para conteudo
Visitar TBA
Anterior

Histórias do Experimental – Sara Buraya Boned e Marco Baravalle – Instituições, outras, estas

Vídeo

A “festivalização” das instituições de artes performativas e a disseminação de museus blockbusters enquadram-se num panorama em que as “cidades-marca” se apresentam de forma “atrativa” num mercado global de turismo. Esta conceção trata a cultura e a arte como parte de um lifestyle que potencia uma gentrificação agressiva. É este o pano de fundo para uma conversa sobre a necessidade de um papel crítico para as instituições culturais de hoje. Marco Baravalle, membro de um dos únicos espaços independentes e coletivos de Veneza, o S.a.L.E. Docks, e Sara Buraya Bonet, responsável pelo projeto Museo em Red do Museu Reina Sofía, de Madrid, partilharão as suas experiências recentes de crítica institucional, discutindo contextos, estratégias e alianças.

Sara Buraya Boned trabalha no Departamento de Atividades Públicas do Museo Reina Sofía e integra o Museo en Red, onde a sua investigação e o trabalho institucional são atravessados pelo enfoque nos feminismos, nas políticas do cuidar, na nova institucionalidade, nos comuns urbanos e no arquivo e memória dos movimentos sociais. É coordenadora da confederação europeia de museus L’Internationale, membro editorial de L’Internationale Online e integra o Institute of Radical Imagination.

Marco Baravalle é investigador do projeto INCOMMON, na Universidade de Veneza. É ainda membro de S.a.L.E. Docks, coletivo independente que se dedica à relação entre arte, ativismo e gentrificação.

Luis Silva é curador. Dirige a Kunsthalle Lissabon, instituição que fundou com João Mourão em 2009. Para além da sua prática curatorial, é coeditor da série de publicações Performing the Institution(al).

Este teatro tem esta newsletter
Fechar Pesquisa