Saltar para conteudo
Visitar TBA
Anterior Anterior
09 Julho

William Parker, Hamid Drake, Luís Vicente, John Dikeman

14€
Música

09 Julho

sábado 19h30

Bilhetes à venda em breve

Música
Preço 14€
Menores de 25 anos: 5€

Sala Principal
Duração 60min

Classificação Etária:

M/6

Trompete Luís Vicente
Saxofone tenor John Dikeman
Contrabaixo William Parker
Bateria Hamid Drake
Fotografia Nuno Marins

O TBA fica junto ao Largo do Rato.

Condições de acesso

  • Recomendamos que desinfete as mãos à entrada e adote as medidas de etiqueta respiratória.
  • Sempre que possível, opte por trazer o seu bilhete de casa ou, ao adquirir bilhete na nossa Bilheteira, escolha o pagamento contactless por cartão de débito ou MBway.
  •  Nas entradas e saídas, siga as recomendações da equipa do TBA.

Luís Vicente é um trompetista e compositor português que atuou não só em alguns dos palcos mais reconhecidos em Portugal —
CCB, Serralves, Jazz em Agosto — mas também na Bimhuis em Amesterdão, na Hungria, Berlim ou Canadá. Com cerca de três dezenas
de discos gravados, faz parte de uma família de músicos que nos últimos anos colocou Portugal na mira dos radares mais atentos ao Jazz.

John Dikeman é um saxofonista americano que atualmente reside em Amesterdão. Depois de completar os seus estudos e trabalhar por vários anos com vários músicos americanos, como Nate Wooley ou Mike Pride, mudou-se para o Egito. Lá, viveu durante 3 anos e apresentou-se com vários artistas desde a Orquestra Sinfônica do Cairo ao popstar Mohamed Mounir.

William Parker é um baixista, improvisador, compositor, escritor e educador de Nova York, anunciado pelo The Village Voice como “o baixista de free jazz mais consistentemente brilhante de todos os tempos”. Além de gravar mais de 150 álbuns, publicou seis livros, ensinou e orientou centenas de jovens músicos e artistas. As bandas atuais de Park incluem a Little Huey Creative Music Orchestra, In Order to Survive, Raining on the Moon, Stan’s Hat Flaping in the Wind e The Cosmic Mountain Quartet with Hamid Drake, Kidd Jordan e Cooper-Moore.

Hamid Drake é um percussionista altamente conceituado, conhecido por seu extenso trabalho em jazz de vanguarda e música improvisada e
seu estilo expansivo que incorpora elementos de percussão afro-cubana, indiana e africana. Emergindo inicialmente no grupo do saxofonista
Fred Anderson na década de 1970, Drake colaborou extensivamente com os melhores improvisadores de free jazz como Peter Brötzmann, Ken Vandermark e William Parker, entre outros. Recebeu elogios pelos seus álbuns ecléticos, incluindo Hyperion de 1992,

Antevê-se uma noite de enorme afinidade e cumplicidade com a chama acesa. Numa sala que será iluminada por dois músicos históricos, William Parker e Hamid Drake, duas lendas vivas da música afro-americana que formam talvez a mais sólida e “oleada” secção rítmica em atividade no universo jazzístico, juntam-se dois outros músicos, Luís Vicente e John Dikeman, que, em conjunto e os seus próprios projetos, têm vindo a desenhar um percurso assinalável, com respeitado destaque.

Atuaram juntos pela primeira vez em 2019, num momento registado na edição do espantoso Goes Without Saying But It’s Got To Be Said. Este concerto no TBA marca o reencontro deste quarteto, numa noite que se prevê mágica, única, onde liberdade e espiritualidade estarão presentes como palavras de ordem, dando o mote ao plural discurso do grupo que se move entre águas agitadas, alternando com momentos de maior acalmia e profundidade ritualística.

Este teatro tem esta newsletter
Fechar Pesquisa