Saltar para conteudo
Visitar TBA
Anterior Anterior
13 Fevereiro
Marta Wengorovius

Um, Dois, Muitos: O Um [Cancelado]

Entrada Livre
Discurso
Cancelado Cancelado Cancelado Cancelado Cancelado

13 Fevereiro

sábado 13 fevereiro 15h

Discurso
Preço Entrada livre (sujeita à lotação) mediante inscrição prévia para o e-mail bilheteira@teatrodobairroalto.pt
Sala de Ensaios
Duração 2h

Cancelamento

Depois de um período de obras, o TBA iria regressar ao lugar no dia 15 janeiro. No entanto, na sequência das mais recentes medidas de contenção da pandemia do vírus Covid-19 anunciadas pelo Governo e o agravamento europeu da situação pandémica, teremos de reagendar e cancelar alguns dos eventos já divulgados. Assim, a conferência-performance Um, Dois e Muitos – Um de Marta Wengorovius prevista para dia 13 fevereiro 2021 será cancelada. Este evento será reagendado numa data futura assim que seja possível.

Condições de acesso
• À entrada do Teatro, será medida a temperatura sem registo, enquanto a medida for recomendada pelas autoridades de saúde.
• Tanto no TBA como no c.e.m., é obrigatório o uso de máscara dentro do edifício antes, durante e depois das sessões.
• Desinfete as mãos e adote as medidas de etiqueta respiratória.
• Mantenha uma distância de segurança de 2 metros e evite o aglomerar de pessoas.
• Traga o seu bilhete de casa ou, caso tenha mesmo de comprar o bilhete na bilheteira, escolha o pagamento contactless por cartão de débito ou MBway.
• Coloque as máscaras e outros equipamentos de proteção descartáveis nos caixotes de lixo indicados.
• Nas entradas e saídas, siga as recomendações da equipa do TBA.
• Devido às indicações da Direção-Geral de Saúde, não é possível entrar na sala após o início da sessão ou alterar o seu lugar após indicação do mesmo pela Frente de Sala.

Marta Wengorovius é artista visual e autora da metodologia Um, Dois e Muitos. Esta metodologia baseia-se na intuição de que a génese do movimento parte da acentuação entre o Um (a Singularidade), o Dois (a Cumplicidade), e o Muitos (a Comunidade), e está presente em todas as coisas vivas. Esta dança infinita observa-se no mais pequeno elemento vivo e à grande escala do universo. A consciência deste movimento levou ao seu estudo interdisciplinar.

O que pode significar em todas as coisas vivas o um, o dois e o muitos?
Marta Wengorovius tem vindo a desenvolver desde 2011 uma obra-metodologia a partir desta pergunta que coloca a diferentes áreas do conhecimento. Sob um ponto de vista aparentemente formal, Wengorovius propõe três momentos em que cruza a sua metodologia com as propostas do TBA.
Um é o segundo dos três encontros propostos. Após Dois, que acompanhou as quatro peças criadas por pares – Sofia Dias & Vitor Roriz, João Fiadeiro e Carolina Campos e Sara Anjo e Teresa Silva –, segue-se o Um, por ocasião da peça Solo de Teresa Coutinho.

Este teatro tem esta newsletter
Fechar Pesquisa