Saltar para conteudo
Visitar TBA
Anterior Anterior
13 Dezembro
Carla Badillo Coronado, Monsieur Trinité e Guilhermo Carmelo

Toto Vaca

Programa Digital
Música
Programa Digital

13 Dezembro

disponível a partir de dia 13 dezembro

Voz e eletrónica Carla Badillo Coronado
Objetos Monsieur Trinité
Guitarra Elétrica Guilhermo Carmelo
Gravação e Edição de som Pedro Bruno Parreira
Fotografia João Cadilhe

Toto Vaca é uma transcrição fonética de uma canção Maori e pertence aos Poèmes Nègres (1917) de Tristan Tzara, uma compilação de contos populares baseados na recolha de missionários e viajantes europeus por territórios africanos e polinésios, e é considerado um precursor da poesia sonora e da exploração vocal do séc. XX e XXI.
O fascínio pelo exotismo e primitivismo que se faziam sentir na época, revelam-se e cruzam-se na complexidade do processo de apropriação, desmembramento e colagem característicos do movimento Dadá, presente também nos Poèmes Simultanés (poemas simultâneos) e performances espontâneas que tinham lugar no Cabaret Voltaire.
A atração pela iconoclastia dos Dadás, explícita nas suas ações disruptivas e de destruição da linguagem, refletem uma desfragmentação da identidade nos atos de corte, e simultaneidade que viriam a profetizar o estado do homem pós-moderno. Este foi um movimento que Tzara explorou no conceito de “L’homme Approximatif”, um ser em mutação, apátrida e em constante reinvenção.
Toto Vaca é aqui revisitado sob a tutela de Monsieur Trinité (Francisco Trindade), veterano performer e libertário que tem vindo a invocar os espíritos Dadás e suas transfigurações surrealistas e situacionistas. Com um percurso notável na história da música experimental em Portugal, ao lado de compositores como Carlos Zíngaro e Sei Miguel, vemo-lo desta vez reunido a um trio enigmático junto da poetisa e rapper Carla Badilllo Coronado e do improvisador Guilhermo Carmelo.

 

Toto Vaca é o novo projeto do programa digital do TBA. É composto por uma entrevista audio a Monsieur Trinité (Francisco Trindade) e uma peça sonora que junta Carla Badillo Coronado,  Monsieur Trinité e Guilhermo Carmelo.

Este teatro tem esta newsletter
Fechar Pesquisa