Saltar para conteudo
Visitar TBA
Anterior Anterior
29 - 30 Junho
Kassys com Tristero

The Script: Make Yourself at Home

Teatro
Programa Digital

29 - 30 Junho

seg 29 e ter 30 junho 19h30

Em inglês e português
Livestreaming no YouTube, Facebook e Twitter do TBA

Teatro
Programa Digital
Preço Entrada Livre
Streaming
Duração 45 min

Classificação Etária:

M/16

Autoria e direção: Liesbeth Gritter
coautoria: Peter Vandenbempt
com: Anne Gridley, Cédric Coomans, Frans Poelstra, José Miguel Vitorino, Rosa Weekers, Marco Mendonça
Produção: Kassys com Tristero
Uma encomenda do Teatro do Bairro Alto e do programa ENTER da Fundação Onassis

Liesbeth Gritter estudou Artes Visuais antes de fazer o Mestrado de Teatro na DasArts em Amesterdão. Em 1999 foi uma das fundadoras de Kassys e tornou-se directora artística da companhia, presença frequente em Lisboa. Vive actualmente perto de Tomar. Dirigiu, filmou e fez a montagem de mais de vinte espectáculos e curtas-metragens para Kassys.

Peter Vandenbempt estudou Filologia Germânica e Estudos de Teatro na Universidade de Lovaina. É co-fundador de Tristero e trabalha ainda com Kassys, Jérôme Bel e alunos de LUCA-Drama (Lovaina) and RITCS (Bruxelas).

“Vou escrever o guião de um solo. O solo é sobre as preocupações de uma pessoa, a matar o tempo em casa durante o confinamento. A falta de ação, interação física e perspetivas começa lenta mas inexoravelmente a fazer estragos.
O guião descreve de forma extremamente pormenorizada aquilo que o performer tem de fazer, e sobretudo como. Ação, texto, movimento, ritmo, encenação e enquadramento, tudo é minucioso e detalhado.
Envio o guião a seis performers de diferentes idades e géneros. Vai cada uma aprender o solo sozinha em casa, tal como é descrito, sem consulta mútua. As ambiguidades no texto têm de ser resolvidas pelos próprios performers, mas se existem são provavelmente deliberadas.
Os seis solos “idênticos” são interpretados, filmados e transmitidos ao vivo ao mesmo tempo.
The Script: Make Yourself at Home vai mostrar a situação incerta, absurda, vulgar e solitária em que muitas de nós nos encontramos atualmente.”

Liesbeth Gritter

 

 

Este teatro tem esta newsletter
Fechar Pesquisa