Saltar para conteudo
Visitar TBA
Anterior Anterior
12 - 13 Novembro
Ana Pi

The Divine Cypher

Alkantara Festival 2022
Dança
Alkantara Festival 2022

12 - 13 Novembro

sábado e domingo 19h

ACESSIBILIDADE
Com audiodescrição no dia 13 novembro

Dança
Alkantara Festival 2022
Preço 12€
Menores de 25 anos: 5€

Sala Principal
Duração 80 min. (o espetáculo inclui uma conversa com o público)

Classificação Etária:

M/12

Conceção coreográfica e cenográfica, vídeos, pesquisa e interpretação Ana Pi

Criação de luz Bia Kaysel

Reinterpretação de luz Jean-Marc Ségalen

Direção de cena, em alternância Bia Kaysel e Jean-Marc Ségalen

Música e sonoridades Jideh HIGH ELEMENTS, Emy de Pradines e Auguste de Pradines – Ezili Nenenn Ô, Julien Creuzet e Maya Deren

Memórias reais, diálogos sonhados e colaborações múltiplas Katherine Dunham, Maya Deren, Emy de Pradines, Lumane Casimir, Martha Jean-Claude, Toto Bissainthe, Marie-Ange Aurilin, Ginite Popote, Tara El, Wendy Désert, Gerda Boisguené, Murielle Jassinthe, TRVANIA e Jenny Mezile

Perspetiva semiótica Prof. Cida Moura

Perspetiva filosófica Prof. Maria Fernanda Novo

Perspectiva plástica Julien Creuzet

Desenho de filtros Emilien Colombier

Figurinos Carla de Lá, Miliane e Isabella Rodsil

Contribuições para a realização cenográfica Estúdio Julien Creuzet com Garance Cabrit e Louis Somveille

Produção/difusão Sarah Becher

Comunicação/Imprensa Louise Marion

Produção NA MATA LAB

Produção executiva Latitudes Prod. – Lille

Coprodução Patricia Phelps de Cisneros Research Institute for the Study of Art from Latin America & Museum of Modern Art, Terra Batida/Alkantara, Be My Guest – Réseau international pour les pratiques émergentes, La Briqueterie CDCN du Val-de-Marne, CNDC Angers, Kunstencentrum Vooruit no âmbito do programa de cooperação Hauts-de-France/Flandres

Coprodução cinematográfica com a participação das Soirées Nomades da Fondation Cartier pour l’art contemporain

Apoio Spedidam, a Região Île-de-France e o DRAC Île-de-France

Comprar
Bilhetes Bilhetes Bilhetes Bilhetes

The Divine Cypher é uma viagem que percorre corpos, volta atrás no tempo e explora lugares imaginários. Colocando-se na intersecção da imagem e do movimento, da fragilidade e do equilíbrio, Ana Pi propõe um processo de investigação política e poética sensível, baseado nos movimentos sagrados do Haiti.

Para este novo trabalho, a artista convida-nos para uma grande conversa sonhada e dançada com a cineasta experimental Maya Deren. Durante os anos 1940, Deren estudou a cultura haitiana, as suas danças e práticas de vudu e o seu património. Mais de 80 anos depois, Ana Pi procura ecos com as imagens e arquivos deixados pela cineasta. Numa viagem conduzida por uma curiosidade feroz, The Divine Cypher convoca-nos a contemplar, a refletir, a permutar, tecendo os movimentos imaginários do passado nos sonhos do futuro.

 

Ana Pi é coreógrafa e artista visual, investigadora de danças afrodiaspóricas e urbanas, bailarina extemporânea e pedagoga. As suas práticas tecem-se através do ato da viagem e a sua obra situa-se entre as noções de trânsito, deslocamento, pertença, sobreposição, memória, cores e gestos comuns.

Comprar
Este teatro tem esta newsletter
Fechar Pesquisa