Saltar para conteudo
Visitar TBA
Anterior Anterior
30 Abril
João Brites

Se formos sempre pelo mesmo caminho, não nos podemos admirar de chegar sempre ao mesmo sítio

Histórias do Experimental (em Portugal)
Discurso
Histórias do Experimental

30 Abril

sábado 16h

Streaming disponível no próprio dia em teatrodobairroalto.pt e nas redes sociais

Discurso
Histórias do Experimental
Preço Entrada livre (sujeita à lotação) mediante levantamento prévio de bilhete (máximo de 2 por pessoa) na bilheteira no próprio dia a partir das 15h
Duração 2h

Fotografias João Brites

Esta iniciativa tem financiamento de fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito dos projetos «UIDB/00279/2020» e «UIDP/00279/2020».”

O TBA fica junto ao Largo do Rato.

Condições de acesso

  • Recomendamos que desinfete as mãos à entrada e adote as medidas de etiqueta respiratória.
  • Sempre que possível, opte por trazer o seu bilhete de casa ou, ao adquirir bilhete na nossa Bilheteira, escolha o pagamento contactless por cartão de débito ou MBway.
  •  Nas entradas e saídas, siga as recomendações da equipa do TBA.

Desde 1971, João Brites desenvolve na Bélgica atividades relacionadas com a expressão dramática, o teatro para crianças e o teatro de rua. Experiencia a vida em comunidade e a intervenção política que recorre a performances e a instalações. Enquanto dramaturgista, cenógrafo e encenador fundou em 1974 o Teatro O Bando, onde experiencia com os companheiros as convicções que lhe permitem elaborar o sistema da Consciência do Ator em Cena que aplica como professor na Escola Superior de Teatro e Cinema.

 

Nesta sessão, João Brites fará uma sistematização dos processos criativos que, ao equacionarem uma diversidade de variáveis, o inscrevem na iminente insatisfação a que conduz o experimentalismo. A variabilidade dos pretextos aglutinadores está na génese de cada criação. São eles que desenvolvem interações da direção artística multidisciplinar com o elenco e técnicos, produtores, investigadores e estagiários. A transição, a continuidade descontínua, a complementaridade, a oposição e a graduação dos planos de expressão do ator permitem fazer do Teatro uma Arte irredutível. Os resultados inesperados provocam os próprios criadores e continuam a alimentar a curiosidade dos espectadores mais atentos.

 

Este teatro tem esta newsletter
Fechar Pesquisa