Saltar para conteudo
Visitar TBA
Anterior Anterior
18 Abril
Sara Buraya Boned/Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía (Madrid) e Marco Baravalle/S.a.L.E Docs (Veneza)

Instituições, outras, estas

Discurso
Histórias do Experimental

18 Abril

dom 18 abril 15h

Em inglês (sem legendagem)
Streaming disponível no próprio dia em teatrodobairroalto.pt

Discurso
Histórias do Experimental Programa Digital
Streaming
Duração 2h

Imagem: Bio-trans-lab. Laboratório aberto de gine(eco)logías hackeaveis em relacão com a práctica xenofeminista. Museo Reina Sofía, junho 2019. Fotografia: Sara Buraya Boned
Apoio:
Instituto Cervantes e Centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (o CET é financiado por fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito dos projetos «UIDB/00279/2020» e «UIDP/00279/2020)

Em abril, o ciclo Histórias do Experimental assume o formato de seminário com três conferências, focando questões como as instituições, os arquivos, a interligação entre o estético e o político e a contracultura dos longos anos 1960.

Sara Buraya Boned trabalha no Departamento de Atividades Públicas do Museo Reina Sofía e integra o Museo en Red, onde a sua investigação e o trabalho institucional são atravessados pelo enfoque nos feminismos, nas políticas do cuidar, na nova institucionalidade, nos comuns urbanos e no arquivo e memória dos movimentos sociais. É coordenadora da confederação europeia de museus L’Internationale, membro editorial de L’Internationale Online e integra o Institute of Radical Imagination.

Marco Baravalle é investigador do projeto INCOMMON, na Universidade de Veneza. É ainda membro de S.a.L.E. Docks, coletivo independente que se dedica à relação entre arte, ativismo e gentrificação.

Moderação:

Luis Silva é curador. Dirige a Kunsthalle Lissabon, instituição que fundou com João Mourão em 2009. Para além da sua prática curatorial, é coeditor da série de publicações Performing the Institution(al).

Clique aqui para aceder à Sala Zoom do TBA: https://us02web.zoom.us/j/7723662478

 

A “festivalização” das instituições de artes performativas e a disseminação de museus blockbusters enquadram-se num panorama em que as “cidades-marca” se apresentam de forma “atrativa” num mercado global de turismo. Esta conceção trata a cultura e a arte como parte de um lifestyle que potencia uma gentrificação agressiva. É este o pano de fundo para uma conversa sobre a necessidade de um papel crítico para as instituições culturais de hoje. Marco Baravalle, membro de um dos únicos espaços independentes e coletivos de Veneza, o S.a.L.E. Docks, e Sara Buraya Bonet, responsável pelo projeto Museo em Red do Museu Reina Sofía, de Madrid, partilharão as suas experiências recentes de crítica institucional, discutindo contextos, estratégias e alianças.

 

 

 

Este teatro tem esta newsletter
Fechar Pesquisa