Saltar para conteudo
Visitar TBA
Anterior Anterior
11 Dezembro
Tropa Macaca

Delírio

Música
TBA no Lux

Mede a tua altura em delírio

Cresce o teu amor em delírio

Imagina a tua liberdade em delírio

Assigna a tua disponibilidade em delírio

Opõe a tua faculdade em delírio

Distribui a tua habilidade em delírio

Lembra a tua puberdade em delírio

Projeta a tua senilidade em delírio

Compensa a tua integridade em delírio

Ausculta o teu discernimento em delírio

Finge a tua satisfação em delírio

Ocupa a tua cintura em delírio

Capacita a tua crueza em delírio

Liberta a tua sensatez em delírio

Machuca a tua postura em delírio

Concentra a tua gentileza em delírio

Por fim chora a tua finitude em delírio

Recomeça assoando o nariz em delírio

Penteia o teu amante em delírio

Chicoteia o teu trovador em delírio

Sementeia o teu fruto preferido em delírio

Serpenteia o teu arbusto malcheiroso em delírio

Temporiza o teu impulso em delírio

Arquivando o teu discurso em delírio

Postulando o teu conceito em delírio

Taxidermizando a tua ideia em delírio

Hidratando o teu furúnculo em delírio

Escavando a tua tese em delírio

Arrepiando o teu caminho em delírio

Ensandecendo o teu espírito em delírio

Saindo de casa (sem roupa) em delírio

Vestindo restos (do que encontras) em delírio

Muitas coisas que as ruas captam em delírio

Falando alto do que te bloqueia em delírio

Esperando retorno do que procuras em delírio

Descansando da fadiga das perguntas sem solução em delírio delírio delírio

É o que é, em delírio

Um dia de cada vez, em delírio

As tuas verdadeiras cores, em delírio

Acelerando os estágios em delírio

Comentando os contágios em delírio

Abrindo mão dos contrastes em delírio

Por um punhado de rumores em delírio

Sedento de nada em delírio

Contemplando o suplício em delírio

Normalizando o martírio em delírio

Fazendo um directo em delírio

Entregando o ouro em delírio

Imagina a paz, delírio

A Tropa Macaca (TM) é o duo composto por André Abel e Joana da Conceição. Na sua música, com base em loops criados em teclados e samples, entrecortada pela abordagem fraturada e abstrata à guitarra, e atravessada por sonoridades de sintetizadores, há ritmo, indeterminação e imprevisibilidade. Além dos concertos e da discografia publicada em editoras como Ruby Red, Software e The Trilogy Tapes, o trabalho de TM pode cruzar música e pintura, como na instalação multimédia Síntese Radiante, apresentada no Auditório do Passos Manuel, no Porto, em 2017. Nesta noite, numa performance que combina música e vídeo, a Tropa propõe-se puxar com a audiência o fio mágico que consente a partilha de uma ilusão.

Este teatro tem esta newsletter
Fechar Pesquisa