Saltar para conteudo
Visitar TBA
Anterior Anterior
12 - 17 Março
Carla Bolito

A Minha Cabeça

12€
Teatro

12 - 17 Março

(exceto segunda)
sábado a quinta 19h30

Bilhetes à venda em breve

Teatro
Preço 12€
Menores de 25 anos: 5€
Sala Principal
Duração 80min

Classificação Etária:

A classificar pela CCE

Texto e encenação Carla Bolito
Dramaturgia Venâncio Calisto e Carla Bolito
Elenco Daniel Martinho, Kimberley Ribeiro e Carla Bolito
Cenografia Marcello Urgeghe
Desenho de luz Daniel Worm
Sonoplastia Rui Dâmaso
Figurinos Ricardo Preto
Coprodução Teatro do Bairro Alto

Alerta! Na sequência das medidas de combate à Covid-19, para assistir aos eventos no TBA precisa de apresentar um dos seguintes comprovativos:

• Certificado Digital Covid da EU nas modalidades de Vacinação completa, ou de Testagem com resultado negativo (antigénio nas últimas 48h ou PCR nas últimas 72h) ou de Recuperação (há mais de 11 dias e menos de 180 dias).
• Comprovativo de Vacinação completa (Janssen, AstraZeneca, Moderna ou Pfizer) ou de Recuperação emitidos por países terceiros.
• Comprovativo laboratorial de testagem negativa ao SARS-CoV-2 (antigénio nas últimas 48h ou PCR nas últimas 72h).

Não são admitidos autotestes. Crianças até 12 anos estão dispensadas de apresentação de certificado. Crianças a partir dos 12 anos estão sujeitas às mesmas regras dos adultos.

Condições de acesso
• Haverá medição de temperatura sem registo à entrada do espaço.
• É obrigatório o uso de máscara dentro do edifício antes, durante e depois das sessões
• Desinfete as mãos e adote as medidas de etiqueta respiratória
• Mantenha a distância de segurança e evite o aglomerar de pessoas
• Traga o seu bilhete de casa ou, caso tenha mesmo de comprar o bilhete no TBA, escolha o pagamento contactless por cartão de débito ou MBway.
• Coloque as máscaras e luvas descartáveis nos caixotes de lixo indicados
• Nas entradas e saídas, siga as recomendações da equipa do TBA
• Não é possível alterar o seu lugar após indicação do mesmo pela Frente de Sala.

A Minha Cabeça retrata o espólio colonialista de uma família no pós-25 de Abril no regresso a Portugal. Um dos objetos desse espólio é um busto de marfim – uma presa de elefante esculpida em forma de cabeça. A partir do processo de certificação do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, a que a legislação obriga para a criação do registo das peças de marfim com mais de quarenta anos, estabelece-se uma teia de relações geográficas e familiares. Seguindo o rasto do marfim que providenciou os recursos económicos desta família no regresso a Portugal, confrontam-se narrativas do passado e do presente. Carla Bolito tem um extenso e reconhecido trabalho em teatro e cinema. Fez criações com Rafaela Santos, Cláudio da Silva e Anabela Brígida. Escreveu e encenou Transfer. A peça Transfer foi um dos textos selecionados no Concurso Novas Dramaturgias do IPLB, obtendo assim a sua publicação. Encenou recentemente Exercícios para Joelhos Fortes de Andreas Flourakis. Em 2016 criou a Estado Zero com Tiago Mateus e Marcello Urgeghe.

 

Este teatro tem esta newsletter
Fechar Pesquisa